Exclusão social faz o cérebro adoecer

Estudos desenvolvidos em centros de pesquisas de várias partes do mundo apontam o Alzheimer como a principal causa da perda progressiva das capacidades cognitivas entre os idosos, acometendo principalmente as mulheres. Agora, pesquisadores brasileiros do Departamento de Psicopatologia e Neurologia da Faculdade de Medicina de Catanduva realizaram um estudo para obter dados atualizados e mais próximos da realidade do país. Descobriram que por aqui pessoas mais pobres e com baixo nível de instrução têm mais risco de desenvolver a doença. O estudo foi publicado na Revista de Psiquiatria Clínica.

Para chegarem a essa conclusão, o neurologista Emilio Herrera Junior e sua equipe selecionaram aleatoriamente 1660 homens e mulheres, com 65 anos ou mais e aplicaram um questionário de identificação, sobre estado de saúde, memória e classificação socioeconômica. Também foram aplicados o Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e o Questionário das Atividades Funcionais de Pfeffer et al. (QPAF).

Depois, os indivíduos selecionados foram submetidos a anamnese, bateria de testes neuropsicológicos e avaliação dos distúrbios comportamentais. Aqueles que tiveram alterações significativas de memória, passaram ainda por exame médico complementar para eliminar outras possíveis causas de declínio cognitivo.

Os pesquisadores descobriram que 7,1% das pessoas analisadas tinham algum tipo de demência, metade delas sofria de Alzheimer. Além disso, verificaram que pessoas analfabetas mostraram maior probabilidade de desenvolver a patologia, cerca de 11,8%, contra apenas 2% entre aquelas com oito ou mais anos de escolaridade. Também o nível socioeconômico parece influenciar: os participantes de classe social mais baixa mostraram 10,9% a mais de risco de desenvolver a síndrome demencial do que as mais favorecidas economicamente.

Esse e outros trabalhos científicos estão sendo apresentados em São Paulo no 8º Congresso Brasileiro de Cérebro, Comportamento e Emoções.

8º Congresso Brasileiro de Cérebro, Comportamento e Emoções: de 2 a 5 de maio. Centro de Convenções Frei Caneca, rua Frei Caneca, 569, Consolação, São Paulo, SP. Informações pelo site http://www.cbcce.com.br.

Fonte: ViverMente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: