Academia não é o bastante para sedentários

Ter boas condições físicas continua sendo um dos melhores caminhos para manter a saúde. Mas parece que, como nos demais campos da vida, o equilíbrio é essencial. Ou seja, não adianta ficar sentado o dia todo e fazer exercícios em um único horário.

O fato é que longos períodos sedentários elevam os riscos de problemas de saúde, ainda que você vá à academia três vezes por semana.

Momentos separados

Até agora, não estava claro como os dois extremos da atividade física – ficar sentado o dia todo, de um lado, e dedicar um tempo unicamente para os exercícios, de outro – se conectavam em relação aos benefícios à saúde.

As primeiras respostas começaram a ser dadas por Taija Finni e seus colegas da Universidade de Jyvaskyla, na Finlândia. O estudo comparou adultos jovens e idosos, alternando dias de atividade física, com idas à academia, e dias totalmente sedentários, em que eram feitas apenas com as atividades do dia a dia.

Inatividade muscular

Medindo a atividade muscular e o ritmo cardíaco, os pesquisadores concluíram que, embora os exercícios tenham aumentado o consumo energético do corpo, eles não foram capazes de diminuir a inatividade muscular, ou seja, o tempo total que os músculos ficam sem atividade.

Os músculos ficaram inativos por até 70% do dia, incluindo os dias de exercícios. Quando os músculos ficam inativos por muito tempo, o metabolismo da gordura, entre outras coisas, se altera, prejudicando a saúde.

Mexa-se

Não foram detectadas diferenças entre homens e mulheres. Mas foi descoberta uma associação interessante em relação à idade: os mais velhos consomem mais energia do que os mais jovens.

Segundo os pesquisadores, isto pode ser explicado pela absorção de oxigênio, que decresce com a idade, forçando os idosos a literalmente gastarem mais potência muscular para se movimentar.

A saída, segundo os pesquisadores, é continuar matriculado na academia, comparecendo pelo menos três vezes por semana, mas também se movimentar um pouco ao longo de todos os dias.

A ajuda de um profissional de Educação Física, neste caso, é essencial! (N.E)

Fonte: Diário da Saúde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: