População de mulheres supera a de homens em 4 milhões no Brasil

O Brasil passou a ter quase 4 milhões de mulheres a mais do que homens em dez anos, segundo dados do Censo Demográfico 2010, divulgados hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A relação entre os gêneros, segundo o estudo, é de 96 homens para cada 100 mulheres.

“Isso já vem ao longo dos censos e é em função da mortalidade. Apesar de nascerem mais homens, como a mortalidade dos homens é superior à das mulheres ao longo da vida, no final, você tem um contingente maior de mulheres”, explicou Fernando Albuquerque, gerente de projetos da Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE.

De acordo com Albuquerque, nascem 105 homens a cada 100 mulheres, mas como eles estão mais vulneráveis a situações de violência, por exemplo, o número de mortes é maior.

Leia íntegra em http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/04/29/em-dez-anos-populacao-feminina-superou-a-masculina-em-4-milhoes.jhtm

Desenvolvimento só com investimentos em infraestrutura e educação, diz BID

A ampliação dos investimentos em áreas como tecnologia, infraestrutura e educação está entre os gargalos que devem ser enfrentados pela América Latina para o desenvolvimento da região.

A garantia de uma estabilidade macroeconômica nos países também é fundamental para esse processo, destacou o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Moreno, durante a abertura do Fórum Econômico Mundial na América Latina, no Rio de Janeiro.

Educar mais e melhor

O aumento de investimentos em educação, principalmente na qualificação de mão-de-obra para garantir profissionais em quantidade e com conhecimento suficiente para acompanhar o crescimento esperado para os países latino-americanos, especialmente o Brasil, também foi citado por especialistas que participaram de outro debate, também nesta manhã, durante o evento.

De acordo com Rebecca Grynspan, subsecretária-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), boa parte da resposta a esse desafio está em “aprender a educar mais e melhor”.

“O real problema atualmente não é o acesso à educação básica, mas a educação que prepara para a competição no mercado de trabalho. A América Latina ainda investe muito menos nessa área do que a China, por exemplo”, disse. “Se os países da região fizerem um link maior entre investimentos e educação será possível garantir um crescimento mais inclusivo”, acrescentou Rebecca.

Investimento dos países na Educação

Fonte: OCDE/Site Estudando Educação

Agora é a vez do esmalte preto com nuances douradas

O tom, perfeito para o inverno, também é considerado especial para uma festa glamourosa. Para quem não sabe essa linha de produtos com brilho laqueado, além de ter uma ótima cobertura, tem ativos que cuidam da saúde das unhas, evitando a formação de estrias e estimulando seu crescimento.

E são tantas as variações, que, dizem, fica difícil escolher!

Declaração de Superman gera revolta nos EUA

A intenção expressada pelo Super-Homem em sua última aventura nos quadrinhos de renunciar à cidadania americana deu origem a críticas nos Estados Unidos contra o personagem e a editora DC Comics.

Desde seu início, em 1938, a história do super-herói esteve intimamente ligada aos EUA, com um traje que evoca as cores da bandeira do país. Em 1942, o personagem se tornou um símbolo do patriotismo em plena Segunda Guerra Mundial.

Mas polêmicas declarações do Homem de Aço, publicadas na edição 900 lançada na quarta-feira, não passaram despercebidas pelos fãs e setores mais tradicionais. Publicações conservadoras e fãs do personagem atacaram a editora DC Comics, acusada de derrubar um “símbolo da força e da liberdade dos EUA”.

Nesta última edição, após ser recriminado por participar de uma manifestação no Irã contra o presidente Mahmoud Ahmadinejad, Clark Kent desabafa: “Pretendo falar nas Nações Unidas amanhã e informar-lhes que renuncio à minha cidadania americana. Estou farto de que minhas ações sejam interpretadas como instrumentos da política dos EUA.

Segundo a The Hollywood Repórter, por trás das intenções do Super-Homem está a tentativa da editora e dos estúdios de cinema de consolidar o Homem de Aço como um personagem transnacional que atraia o maior número possível de audiência e de bilheteria em todo o mundo.

Fonte: Terra

Ensino privado deve movimentar R$ 43,61 bilhões em 2011

Neste ano, o país deve movimentar R$ 43,61 bilhões com o custo de mensalidades e matrículas escolares no ensino privado; isso representa um consumo por pessoa de R$ 267,68. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (28) pelo Ibope Inteligência e o Pyxis Consumo.

De acordo com a estimativa, que considerou mais de 50 milhões de domicílios em área urbana, a classe B é a que tem maior potencial de consumo: 58,57% ou R$ 25,54 bilhões. Em seguida, vêm a classe A (21,93%, R$ 9,56 bilhões), C (17,9%, R$ 7,81 bilhões) e DE (1,6%, R$ 23,6 bilhões).

Fonte: UOL

VII Corrida 10KM ESEFAP

Vem aí a VII Corrida 10KM ESEFAP da Estância Turística de Tupã. Milhares em prêmios… Fique ligado!

Educação: 70% das prefeituras poderão deixar de receber recursos


Cerca de 70% das prefeituras de todo o país podem parar de receber transferências voluntárias do governo federal porque não prestaram contas do dinheiro investido em educação em 2010. O prazo termina neste sábado e, até as 15h30 de quarta-feira (27), apenas 1.646 dos mais de 5 mil municípios tinham enviado a prestação de contas.

Se o governo estadual ou municipal não tiver aplicado o mínimo de 25% na área em 2010, o FNDE envia automaticamente um comunicado aos tribunais de contas estaduais e ao Ministério Público, informando o não cumprimento da lei.

Leia íntegra em http://educacao.uol.com.br/ultnot/2011/04/28/prefeituras-deixam-de-prestar-contas-de-gastos-com-educacao-e-70-podem-ficar-sem-recursos-federais.jhtm

Mais de 700 mil estudantes de públicas têm menos de quatro horas de aula por dia

Mais de 700 mil estudantes da rede pública ainda têm menos de quatro horas de aula por dia no país, sem nenhuma atividade complementar posterior. O dado está no Censo Escolar 2010, que também mostra que cerca da metade deles têm aula após as 17h –ou seja, no período noturno.

Há mais um grupo de 19 mil alunos, além dos 700 mil, que tem menos de quatro horas e faz algum tipo de atividade complementar, como reforço ou esportes. A grande maioria dos estudantes do país (25,9 milhões) passa entre quatro e sete horas na escola.

A LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) diz que o aluno brasileiro deve ter, pelo menos, 800 horas de aula distribuídas por 200 dias letivos, o que dá uma média de 4 horas/dia. O total de alunos com menos de quatro horas diárias de aula com ou sem complementação posterior é de 724.701. Desses, 323 mil estudam a partir ou após as 17h e 37 mil começam em um horário intermediário, entre 10h e 13h.

Maria do Pilar, secretária de Educação Básica do MEC, diz que o governo está investindo em transporte escolar e na construção de escolas para evitar o “turno da fome” (que acontece no horário do almoço). Pilar afirma ainda que o total de estudantes que passam menos de quatro horas em sala deve ser zerado somente em 2013 ou 2014.
 
Fonte: UOL

Novo diretório acadêmico de Educação Física toma posse na ESEFAP

A nova diretoria do Diretório Acadêmico do curso de licenciatura em Educação Física das Faculdades ESEFAP, após eleição realizada, tem como componentes José Cláudio da Silva Júnior (Presidente), Jeferson da Silva Cangussu (Vice-Presidente), Helton John de Oliveira Lima (Secretário), Viviane Aparecida dos Santos (Tesoureira), Adriana Gabriela de  Freitas (Marketing) e Willian Ferreira Pinha (Esportes e Cultura).

Ainda, como suplentes, o grupo conta com Priscila Benavides Amorin Gonçalves e Ketli Aparecida Gonçalves da Silva.

Presentes à posse estavam a docente e vice-coordenadora Noeli Alvim e o diretor geral Robinson Ricci. Robinson esclareceu ao grupo que seu papel é representar todos os demais colegas de curso, mantendo um canal direto e permanente de contato, realizando as discussões, debates, palestras e reuniões de forma democrática e aberta.

Noeli também expôs aos alunos que, dentre as funções básicas do DA está discutir soluções para os problemas do curso (como falta de professores, mudanças curriculares, matérias mal planejadas), garantir a representatividade dos estudantes nos órgãos colegiados e departamentos, fazer a recepção de calouros e organizar confraternizações.

Professora Noeli Alvim com a nova diretoria do DA de Educação Física